20/02/2011

Um blog para acompanhar mais que novela!

Pessoal, tudo bem?

Preciso compartilhar essa descoberta com vocês: o blog Projeto Casa Container. Esse blog foi criado pelo arquiteto Danilo Corbas com o intuito de mostrar passo a passo a contrução de uma casa utilizando containers  como estrutura principal, um projeto que prioriza a utilização de materiais sustentáveis. De acordo com o arquiteto, o projeto apresenta como tema principal, vencer as dificuldades técnicas e propor soluções eficientes, “eco-friendly” e práticas, sempre utilizando um design e arquitetura de alto nível.

Confira a Ficha Técnica do projeto que você encontra no blog de Danilo Corbas:

Diversos recursos ecologicamente corretos estão previstos no projeto e deverão gerar uma significativa economia de recursos naturais e energia elétrica:

- Reutilização de materiais para estrutura da casa: contêineres marítimos em desuso. Além de aproveitar material nobre descartado, o uso de contêiner gera economia de recursos naturais que não foram utilizados para a estrutura da casa, como areia, tijolo, cimento, água, ferro etc. Isso significa uma obra mais limpa, com redução de entulho e de outros materiais.

-  Respeito ao perfil do terreno: mais economia e rapidez na terraplanagem. O projeto previa suave terraplanagem do terreno, utilizando sistema de compensação entre corte (50cm) e aterro (até 80cm), para deixar um único platô quase em sua cota original. Em apenas um dia, os serviços de terraplanagem e limpeza do terreno foram totalmente executados.

Impermeabilização máxima de 15% do terreno preserva o solo e lençol freático. Ao respeitar ao máximo o relevo natural do terreno, evitam-se interferências no solo e no lençol freático, pois mais de 85% do terreno fica permeável, contribuindo para absorção da água das chuvas.

Economia na fundação e redução no uso de materiais. O peso leve da estrutura metálica possibilitou o uso de sapatas isoladas, pequenas e rasas, e sem uso de armação ou ferragens.

Reaproveitamento de peças metálicas, garimpadas em ferro velho, tais como vigas e perfis.

Preservação das árvores no terreno e projeto paisagístico para ajudar no sombreamento da construção e amenizar o calor excessivo.

Reuso de água da chuva. Será captada pelo telhado, armazenada e filtrada em reservatório próprio, para uso na irrigação do jardim, limpeza externa, lavagem de carro e máquina de lavar roupa.

Ventilação cruzada nos ambientes. Serão utilizadas janelas e aberturas para evitar o uso de ar condicionado, um dos grandes consumidores de energia elétrica.

Telhado verde, do Instituto Cidade Jardim, parte da cobertura terá vegetação para auxiliar no isolamento térmico do contêiner.

Telhas térmicas tipo sanduíche de poliuretano, da Eternit, para melhor desempenho térmico da casa; na cor branca para refletir os raios solares e contribuir para a diminuição de temperatura do microclima local.

Eficiência energética: uso de iluminação em Leds e fluorescente. O projeto do design de iluminação Marcos Castilha prevê o uso de lâmpadas LED da empresa LedMax.

Vasos sanitários com botoeira dupla. Bacias fabricadas pela Roca com descarga opcional de 3 ou 6 litros de água, para economia de água
.
Torneiras que evitam desperdício. Metais fabricados pela Roca com limitadores de fluxo e de temperatura da água, que evitam o desperdício em até 50%.

Paredes e forros em drywall, da Lafarge, contribuirão para menor quantidade de entulho na obra, uso de materiais recicláveis, e melhor desempenho termoacústico.

Uso de lã de PET, isolante térmico feito à base de garrafas PET, da Trisoft, que recebeu o prêmio “Planeta Casa 2010” na categoria materiais de construção.

Sistema misto de aquecimento solar, de tubo de vidro a vácuo + sistema elétrico de compensação, que monitora a temperatura da água e quando necessário utiliza energia elétrica, da empresa EcoComfort.

Uso de salamandra para aquecimento do pavimento inferior com aproveitamento do duto da chaminé para aquecer o dormitório superior.

Pintura ecológica: tintas à base de água, sem cheiro, fabricadas pela Sherwin-Williams, com baixa taxa de COV- Compostos Orgânicos Voláteis.

3D do projeto.

Espero que tenham gostado e não deixem de acompanhar diariamente esse blog tão interessante.

Beijos.

(Fonte: Super Interessante / Blog oficial Projeto Casa Container)

6 comentários:

  1. Olá, vim conhecer seu blog e estou encantada, prometo voltar com mais calma!Parabéns pelo trabalho....ser blogueira não é fácil ....
    Passe lá em minha CASA para tomarmos um café e conhecer um pouquinho do mundo da decoração.Abraço
    Uma ótima semana!
    Valéria

    ResponderExcluir
  2. olá!!!!

    seu blog é demais!!!!!!!
    vou passar MUITO por aki!!! ;)

    parabens!
    beijos
    mto obrigada pela visita!!! ;)

    ResponderExcluir
  3. Olá, Giovanna.
    Obrigada por compartilhar, vou adorar acompanhar o blog, mesmo porque não assisto novelas faz uns 10 anos no mínimo.rsrs
    Bjos.Sílvia

    ResponderExcluir
  4. olá!
    obrigado pela visita e volte sempre!
    adorei o blog!
    bjos

    ResponderExcluir
  5. Olá! Amei esse seu cantinho.
    Você está de parabéns! Vou te acompanhar pois amo novidades!
    Beijinhos e um final de semana maravilhoso.
    Com carinho,
    Joana (Jô)

    ResponderExcluir

Algumas fotos e textos postados nesse blog foram retirados da Internet. Se você detém direito autoral sobre algum material, entre em contato comigo para que o mesmo seja removido ou devidamente creditado.